Rede Democrática

Grandes avenidas ainda se abrirão por onde passará o homem livre! - Salvador Allende, 11 set 1973

  • aumente a fonte
  • Default font size
  • diminua a fonte
RedeDemocratica
Qui, 16 de Agosto de 2012 00:27

Belo Monte e a tribo kayapó

Escrito por  Redação
Vote neste artigo
(27 votos)

Belo Monte e tribo KayapoComeçou-se a evacuação da tribo Kayapó - um povo indígena da região amazônica de Mato Grosso. A construção dos lançamentos de hidrelétrica de Belo Monte, apesar dos inúmeros protestos e mais de 600.000 assinaturas coletadas. Portanto, a pena de morte já foi dado ao povo da grande curva do Rio Xingu. Belo Monte, um total de 400.000 hectares de floresta inundado.

Belo MonteEsta é uma área maior que o canal do Panamá. 40.000 pessoas das comunidades indígenas e locais, o habitat de muitas espécies vegetais e animais serão destruídas.
Tudo em ordem para a produção de electricidade mais fácil, mais eficiente e econômica. Isso não acontece sempre no país. Alguns dirão: porque nos preocupamos?

Neste recente pronunciamento o Cacique Megaron deixa claro que os índios estão dispostos a matar e morrer, e vão morrer, contra a implantação da usina de Belo Monte. No vídeo estão apenas alguns, mas na região só da tribo Kayapó são mais de 9 mil índios.

Belo Monte, beneficiará principalmente a indústria de alumínio e para isso devastará 80% do Xingú. Se fosse gerada energia por biomassa, apenas utilizando o bagaço desperdiçado da cana-de-açúcar no Brasil, era possível gerar o triplo de energia que se projeta para Belo Monte.

Paralisação da obra de construção da usina

A Norte Energia, empresa responsável pela construção e operação da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, ainda não foi oficialmente notificada sobre a determinação do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) de paralisar a obra. Com isso, as atividades em todos os canteiros seguem normalmente, segundo informou a empresa.

O TRF1 tomou a decisão após identificar ilegalidade em duas etapas do processo de autorização da obra, uma no Supremo Tribunal Federal (STF) e outra no Congresso Nacional. Caso a empresa Norte Energia não cumpra a determinação, terá de pagar multa diária de R$ 500 mil.

A decisão foi tomada pela 5ª Turma do TRF1, em embargo de declaração apresentado pelo Ministério Público Federal no Pará (MPF/PA). De acordo com o MPF, a notificação da empresa deverá ser feita por um oficial de justiça. Só depois as atividades da obra deverão ser paralisadas.

Informações adicionais

  • Campo de paginas:

7 comentarios

  • Link para o comentario Diego Dom, 21 de Abril de 2013 00:18 enviado por Diego

    Cadê os órgãos ambientais neste momento...?????????????? que país descarado... tudo gira em torno do capital... Podemos perceber claramente a falta de democracia nesta nação.

  • Link para o comentario SARA Qui, 13 de Dezembro de 2012 07:54 enviado por SARA

    é inacreditável como a opinião popular é insignificante ao lado da ganância de certas pessoas ,dos poderosas do capitalismo. Diversas tribos - que são povos fundamentalmente ligados à terra - serão deslocadas e mal alojadas. A área de maior biodiversidade por metro quadrado do mundo será inundada pelo capitalismo cego de B.Franklin, enquanto protestos, videos de apelo a abaixo assinados ocorrem e são ignorados... Vergonha!!!!

  • Link para o comentario Amanda Silva Qua, 21 de Novembro de 2012 22:39 enviado por Amanda Silva

    Tudo isso pra mim é um absurdo...nao estou passando oq esses indios estao passando rem da pra ve que tudo isso é uma falta de respeito com eles.Os indios nao tem voz no nosso país e eles sao pessoas como todos nos.Ta faltando amor pela vida,por que o governo so ta afim do dinheiro que essa tal usina vai trazer pro bolso deles.Pra mim e pra no minimo 50% do Brasil é um absurdo que essa obra continue......agora vamos vê se seremos ouvidos!

  • Link para o comentario Francisco Antonio Castro Silva Ter, 30 de Outubro de 2012 17:55 enviado por Francisco Antonio Castro Silva

    Nunca fui neste lugar nem conheço ninguém de La, porém me sinto indignado com isso
    Creio que a nossa vida não tem o mínimo valor diante do “progresso” o qual nos leva de volta a um lugar onde a democracia não existe.
    Porta Tony Silva

  • Link para o comentario Francisco Antonio Castro Silva Ter, 30 de Outubro de 2012 17:55 enviado por Francisco Antonio Castro Silva

    Nunca fui neste lugar nem conheço ninguém de La, porém me sinto indignado com isso
    Creio que a nossa vida não tem o mínimo valor diante do “progresso” o qual nos leva de volta a um lugar onde a democracia não existe.
    Porta Tony Silva

  • Link para o comentario André Menezes Ter, 30 de Outubro de 2012 13:05 enviado por André Menezes

    Como poso querer melhorar a minha casa se para isso eu tenho que destruir a dos outros?
    #dá_licença?

  • Link para o comentario Rodrigo Seg, 29 de Outubro de 2012 19:32 enviado por Rodrigo

    O que uma tribo do mato grosso tem a ver com belo monte?

Escreva um comentário